Lançamento IBIS Arapiraca

Postado em Notícias, 21/12/2011 por assessoria
 
Mais um empreendimento hoteleiro com estudos desenvolvidos pela RN Consultoria será lançado no interior do Estado de Alagoas, no município de Arapiraca. 

Perspectiva Hotel IBIS Arapiraca

Perspectiva Hotel IBIS Arapiraca

O hotel será da marca IBIS  pertencente à bandeira hoteleira internacional da rede ACCOR, ofertando 84 apartamentos. A expectativa é que o hotel venha contribuir com a evolução da segunda maior cidade do Estado que vem apresentando índices de crescimento de notoriedade de âmbito regional.

  

IBIS

IBIS

“Sentimo-nos honrados em poder participar junto com o Grupo COAGRO de mais um empreendimento hoteleiro no Estado de Alagoas, o qual irá não só ampliar a oferta hoteleira  como trazer novos padrões e conceito para hotelaria no interior do Estado.” Carlos Risco - Diretor Executivo RN Consultoria. 

 

O lançamento oficial ocorrerá no dia 22/12/2011 com a presença de Abel Castro - Diretor de Desenvolvimento Brasil da Rede Accor, fazendo parte da solenidade de inauguração da COAGRO Macro, o mais novo empreendimento do Grupo COAGRO.

A notícia foi destaque no Jornal Alagoas em Tempo divulgado na semana entre os dias 19 a 25 de dezembro/2011, no qual foi informado que as obras deverão iniciar no primeiro trimestre de 2012. Clique aqui para ler a matéria na íntegra.

 

Assessoria RN Consultoria, em 21/12/2011

Tags: , , , , ,

RN amplia seu quadro societário

Postado em Notícias, 24/09/2010 por Redação DOC

A cultura da RN Consultoria busca formar e promover seu corpo funcional através do repasse de conhecimento e da formação de lideres, mantendo o bom relacionamento profissional entre as pessoas da empresa e valorizando as melhores características de cada um.

Carlos Risco e Hugo Nen

Carlos Risco e Hugo Nen

Fruto recente desta cultura foi a promoção do colaborador Hugo Nen para o cargo de Diretor Técnico, em janeiro deste ano. A Diretoria Técnica tem por objetivo orientar o desenvolvimento de todos os trabalhos da empresa em suas três linhas de atuação: econômico-financeira, gestão empresarial e gestão de investimento.

Hugo Nen é formado Ciência da Computação, com MBA em Gestão Empresarial e trabalha na RN Consultoria desde 2004. Iniciou sua carreira na empresa como Analista Econômico-Financeiro, foi Líder da Divisão Econômico-Financeira e em 2010 passou a desempenhar a função de Diretor Técnico. “Meu papel como Diretor Técnico é principalmente servir a empresa na manutenção e aperfeiçoamento do padrão técnico dos trabalhos, acompanhar o cronograma de desenvolvimento dos processos técnicos e desenvolver e monitorar o plano de capacitação e formação das pessoas; tudo em consonância com a missão, visão e valores da empresa.” complementa Hugo.

A partir desta nova atribuição, Hugo passou a fazer parte da sociedade, e do Conselho Diretor da empresa. “O Nordeste tem uma perspectiva crescente para o desenvolvimento dos serviços oferecidos pela RN Consultoria e é uma honra poder fazer parte do projeto de expansão” afirma Hugo.

Hoje a empresa se orgulha de estar há mais de 23 anos no mercado, tendo expandido suas atividades e seu foco de atuação nos últimos 12 anos.

Tags: , , , ,

Gungaporanga Hotel abre suas portas na Barra de São Miguel (AL)

Postado em Notícias, 28/04/2010 por André Risco - Jornalista - DOC

Foto: Gunga Poranga - Vista Piscina

Foto: Gungaporanga - Vista Piscina

O Gungaporanga Hotel acaba de entrar em operação no Litoral Sul de Alagoas. O empreendimento fica a 68 metros acima do nível do mar, na borda de uma falésia às margens da Lagoa do Roteiro entre a Barra de São Miguel e a praia do Gunga no qual homenageia com seu nome e acrescenta a palavra “poranga” que em Tupi Guarani significa “belo”. No total o negócio recebeu um investimento de R$ 5 milhões, suprindo assim a carência por meios de hospedagem na região. Todo esse investimento fez com que a família Cortez transformasse o local, que era uma antiga plantação de cana-de-açúcar, neste empreendimento.

Foto: Gungaporanga - Suite Master

Foto: Gungaporanga - Suite Master

O Hotel tem uma preocupação muito grande com a preservação ambiental, tanto é que cada hóspede está sendo convidado a plantar uma árvore, ajudando a reflorestar a área do próprio hotel.

Quem assina o projeto é o arquiteto Paulo Veloso que o desenvolveu priorizando a privacidade dos hóspedes. São duas alas com nove bangalôs cada, intercaladas pela piscina de borda infinita, com hidromassagem e sauna integrada. “O verde e a beleza natural da região permeiam todo o empreendimento e reforçam as sensações de conforto visual, serenidade, privacidade e integração com a natureza”, como lembrou Veloso.

Foto: Gungaporanga - Restaurante

Foto: Gungaporanga - Restaurante

“Utilizamos materiais de boa durabilidade, fácil manutenção e que explorasse ao máximo as características peculiares do terreno e culturais da região. Também foi dado como ponto fundamental a adoção de soluções de baixo impacto ambiental, ecologicamente corretas e sustentáveis”, destaca o arquiteto Veloso.

Para se chegar ao resultado de hoje o Hotel passou por um trabalho de definição de todo o Planejamento Econômico e Financeiro do Empreendimento. Ao lado dos empresários esteve a RN Consultoria, que auxiliou na busca e obtenção de apoio do Banco do Nordeste, em todo o processo de implantação do empreendimento no que tange ao acompanhamento físico e financeiro.

Foto: Gungaporanga - Bangalôs

Foto: Gungaporanga - Bangalôs

 

André Risco - Jornalista - DOC, em 28/04/2010

Tags: , , , , , , , , , , ,

BNB Lança Proatur-Copa e desponibiliza R$ 523,6 milhões para setor hoteleiro

Postado em Notícias, 28/04/2010 por André Risco - Jornalista - DOC

No último dia 3 de março o ministro do turismo, Luiz Barretto, lançou o BNB Proatur-Copa, um pontapé na tarefa prioritária de dotar as cidades de Natal, Salvador, Recife e Fortaleza, capitais onde acontecerão os jogos da Copa do Mundo de 2014, de uma melhor infraestrutura hoteleira. Serão disponibilizados para os empreendedores, em 2010, recursos no valor de R$ 523,6 milhões, oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e de recursos internos do Banco do Nordeste.

Na ocasião foi anunciado ainda que , havendo demanda, mais recursos serão alocados ao programa, considerando que o turismo é setor prioritário e estratégico para o BNB. O diretor de Gestão do Desenvolvimento do BNB, José Sydrião de Alencar Júnior, destacou as condições favoráveis de juros e prazos do Proatur. Já o diretor de Negócios do BNB, Paulo Sérgio Rebouças Ferraro, destacou a elevação dos prazos de financiamento para 20 anos, no caso de construção de hotéis, e para 15 anos, no caso de reformas, e disse que o turismo, além de ter capacidade de alavancar outros 50 setores da economia regional, constitui base sustentável da economia das capitais do Nordeste.

O BNB Proatur-Copa financia a construção, ampliação e reforma de benfeitorias e instalações; veículos automotores relacionados com o desempenho da atividade do empreendimento financiado; aquisição, conversão, modernização, reforma ou reparação de embarcações utilizadas no transporte turístico de passageiros; móveis e utensílios; capacitação de mão-de-obra; aquisição de meios de hospedagem já construídos ou em construção; capital de giro, entre outros itens.

Podem se beneficiar do crédito empresas privadas de resorts, hotéis, pousadas, hospedarias, arenas multiusos, restaurantes, bares, lanchonetes, lojas, agências de viagem e turismo além de operadoras e transportadoras turísticas, organizadoras de feiras e congressos, parques temáticos, áreas de camping, locadoras de veículos, empreendimentos que proporcionam prática de turismo náutico ou cultural e restauração de edifícios históricos.

Os financiamentos do programa têm prazos que variam entre cinco e 20 anos, de acordo com a finalidade do projeto e dependendo da capacidade de pagamento do mutuário, e limites de 100%, para mini e pequenas empresas; de 85% a 95%, para médias empresas; e de 70% a 90%, para grandes empresas.

Segundo Carlos Risco, da RN Consultoria, este momento, para Investidores não participantes do segmento, “significa uma oportunidade de negócios, não somente pela Copa, mas sim por ser um segmento econômico em expansão e que tem tudo a ver com a região “Sol e Mar”  paraíso para férias. Já para investidores que já participam ou atuam no segmento, o Proatur-Copa é uma possibilidade de ampliação da demanda, o que significa a possibilidade de realizar investimentos na ampliação da capacidade instalada, representando maiores resultados econômicos e financeiros: Lucratividade e Rentabilidade”, concluiu Carlos Risco.

André Risco - Jornalista - DOC, em 28/04/2010

Tags: , , , , ,

Accor anuncia abertura do segundo hotel Ibis em Alagoas

Postado em Notícias, 28/04/2010 por André Risco - Jornalista - DOC
ibis1

A Accor Hospitality acaba de anunciar a abertura do primeiro Hotel Ibis na cidade de Arapiraca, em Alagoas. O empreendimento, com previsão de abertura em 2012, teve investimentos de R$ 8 milhões, e contará com 80 apartamentos para atender os diversos públicos da região que engloba profissionais do agronegócio, comércio e varejo.

Segundo Amilkar Mielmiczuk, gerente de Desenvolvimento da Accor Hospitality América Latina, o meio de hospedagem é motivo de comemoração para a rede, uma vez que Arapiraca é a segunda maior cidade alagoana que tem grande demanda para o setor. “Estamos muito entusiasmados com essa nova aquisição. Arapiraca possui 240 mil habitantes e apresenta grande potencial turístico, por isso estamos certos de que essa nova unidade nos traráum ótimo retorno”, declara.

Jorge Duarte, presidente do Cohotel, parceira da Accor nesse empreendimento, também pontua, “ficamos muito satisfeitos em fechar esse projeto. Acreditamos que ele também será importantepara o desenvolvimento socioeconômico da cidade, que é movida pela força do trabalho de seu povo”, enfatiza Duarte.

O meio de hospedagem apresentará certificação ISO 14.000, que assegura a redução de impacto ambiental, através de ações de conscientização dos hóspedes quanto á redução do uso de água e energia. O investimento para o meio de hospedagem contará com apoio financeiro do BNB, através de recursos do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Nordeste e RN Consultoria, de Carlos Risco.

Segundo Carlos Risco, este foi um trabalho que iniciou na própria definição das bases de mercado, análise e definição do melhor perfil econômico e financeiro para o empreendimento, busca pelas melhores alternativas financeiras (Fontes de Financiamento) e finalmente identificação da melhor marca ou bandeira hoteleira. Todas essas fases foram atingidas com sucesso.

“Atualmente estamos na etapa da materialização do empreendimento, ou seja, encaminhamento do Estudo de Viabilidade Econômico-financeiro ao Banco do Nordeste, maior Agente Financeiro do Desenvolvimento do Nordeste, o qual irá apoiar o empreendimento, definição de todos os Projetos Técnicos Executivos. O prazo para início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano, com conclusão das obras em doze meses”, lembrou Carlos Risco.

André Risco - Jornalista - DOC, em 28/04/2010

Tags: , , , , , ,

Um dos maiores ativos das empresas

Postado em Artigos, 22/03/2010 por Redação DOC
Ao afirmar que os colaboradores são os principais ativos da empresa o empresário/ líder gestor pode estar também concentrando seus esforços e desenhando os seus planos em função das pessoas quando estas podem ou não aderi-los.

Se a estratégia de operação da empresa estiver apoiada no conhecimento/ experiência das pessoas, ela estará refém de quem detém a estrutura dos processos e esta não é uma situação confortável para o gestor. 

A boa definição dos processos é fundamental em qualquer estrutura empresarial e eles deveriam ser um dos principais Ativos de uma Empresa. Mas na prática poucas empresas possuem definição formal dos seus processos.

Ao fazer menção aos processos não descarto a importância das pessoas, pois elas são fundamentais para operação de uma empresa; já que Pessoas Jurídicas, em sua maioria, praticamente não existem sem seus colaboradores.

No entanto, defendo a opinião de ter processos bem definidos e reavaliados constantemente, de forma que a empresa não dependa das “Pessoas”, mas possa com a boa definição dos processos facilitar o trabalho dos seus colaboradores. 

As empresas que tem processos bem definidos possuem vida própria e podem sofrer alterações em seu corpo funcional sem que existam impactos diretos na sua operação. Desta forma os processos e as pessoas também podem ser avaliados para que a missão da empresa possa ser atingida com efetividade.

Hugo Barreto Nen - Diretor Técnico RN Consultoria

Tags: , ,

Projeto e Estudo de Viabilidade Econômico e Financeiro: uma confusão de conceitos

Postado em Artigos, 29/10/2009 por Redação DOC

Durante minha trajetória profissional tenho verificado, entre os gestores públicos das diversas esferas, a seguinte frase: “Não tem Projetos”. Tal conclusão pode ser explicada e é muito fácil de se entender. Simplesmente não se tem projetos porque não se faz planejamento. No campo empresarial privado é comum receber projetos arquitetônicos para os diversos segmentos prontos, sem estarem sustentados por Estudos (Planejamento Econômico e Financeiro) de Viabilidade Econômica e Financeira, fato que leva na maioria das vezes à formulação de empreendimentos inviáveis ou com alguma necessidade de intervenção posterior, quase sempre provocando desgastes no âmbito geral da gestão.

Diante disso gostaria de afirmar que os empreendimentos devem surgir e estar sempre sustentados em bases econômicas e financeiras (Desenvolvimento de Estudos – Planejamento) e não apenas em bases físicas (Projetos Executivos).

Para entender melhor o significado da palavra projeto, ai vai a conceituação técnica: “Projeto é a Unidade Executiva do Planejamento”. Isto é, antecede ao Projeto a função básica de planejar, pesquisar, pensar. Resumindo, planejar significa vislumbrar, antever ou prever num determinado espaço de tempo o Futuro no Presente.

Confrontando tal definição com a realidade, tenho vivenciado um constante equívoco de abordagem ou utilização da terminologia tanto de Projeto quanto de Estudo de Viabilidade, seja no campo da gestão pública quanto da gestão empresarial privada.

Portanto é importante o empresariado ter uma clara distinção entre Projeto e Estudo de Viabilidade como forma de minimizar riscos empresariais, uma vez que apesar de estarem intrinsecamente vinculados, apresentam função de utilização ou aplicabilidade técnica difer entes.

Carlos H. Risco Bert - Diretor Executivo RN Consultoria

Tags: , , , ,

RN Consultoria participa da assinatura do maior financiamento do BNB em Sergipe

Postado em Notícias, 01/01/2009 por Redação DOC
 
O Banco do Nordeste, através da Agência Aracajú-Centro (SE) e a Arumã Produtora de Embalagens, integrante do grupo Crown Cork & Seal Company, apoiada no trabalho da RN Consultoria, assinaram o maior financiamento do BNB no Estado, possibilitando o surgimento da mais nova indústria de embalagens do Nordeste. Do investimento total de R$93 milhões, R$56 milhões foram financiados com recursos do Fundo Constitucional de Financiamentos do Nordeste (FNE-Industrial).

Foto unidade Crown Nordeste

Foto: Unidade Crown Nordeste - Arumã

Segundo o representante legal da empresa, Celso da Costa Santos, a decisão da localização do empreendimento foi feita levando-se em consideração a melhor logística para recebimento de matéria-prima, para fornecimento de latas de alumínio a seus principais clientes, como AmBev e a Coca-Cola.

Ao todo serão oferecidos 72 novos postos de trabalho, sendo a mão-de-obra recrutada na própria capital, Aracajú, e regiões circunvizinhas, contando com avançado conhecimento técnico-operacional em processos produtivos e administrativos.

Jornal interno do BNB em 26/01/2009

Tags: , , , , , ,

Indústria Sucroalcooleira recebe R$70 milhões do BNB

Postado em Notícias, 01/12/2008 por Redação DOC

No último dia 9 de novembro foi inaugurada, no município de Nossa Senhora das Dores (SE), a agroindústria Campo Lindo, empresa destinada à produção de álcool e geração de bioenergia. O negócio recebeu um investimento do Banco do Nordeste na ordem de R$70 milhões, oriundos do Fundo Constitucional de Financiamentos do Nordeste (FNE-Agrin). Os recursos incluem capital de giro para a implantação da empresa que vai fabricar álcool anidro e hidratado. Além do álcool, a Campo Lindo vai produzir energia elétrica a partir dos resíduos do bagaço da cana.

Foto: Agroindustrial Campo Lindo

Foto: Agroindustrial Campo Lindo

De acordo com o empresário Carlos Vasconcelos, a agroindústria Campo Lindo mudou o cenário sucroalcooleiro de Sergipe, apesar de ainda não ser suficiente para abastecer todo o Estado. “A Campo Lindo é um marco decisivo no município, sendo o maior investimento aprovado e o maior gerador de empregos e renda da região”, completou.

A RN participou de forma efetiva através do desenvolvimento dos estudos de viabilidade financeira, fonte de apoio e decisão para o BNB.

Jornal interno do BNB em 01/12/2008

Tags: , , , , , , , , , ,

Rede de Hotéis Radisson chega a Maceió

Postado em Notícias, 01/12/2008 por Redação DOC

Perspectiva Hotel Radisson Maceió

Perspectiva Hotel Radisson Maceió

A capital alagoana será beneficiada com mais 195 leitos destinados ao turismo, com a inauguração do Hotel Radisson, prevista para o segundo semestre de 2009. O empreendimento, cujas obras já tiveram início no bairro da Pajuçara, leva a bandeira Atlântica Hotels Internacional, considerada a maior administradora hoteleira multimarcas da América do Sul.

Segundo Eduardo Brandão, sócio-executivo da Sotel Hotelaria e proprietário da unidade Radisson em Maceió, o hotel, que contou com um financiamento de R$11 milhões, terá padrão cinco estrelas e valor de mercado orçado em R$40 milhões. Brandão ressalta que o hotel foi o primeiro em que a Atlântica participou de todas as etapas, destacando como foco principal a preocupação ambiental. Ainda segundo Brandão, o Radisson Maceió será o segundo do Nordeste, porque há uma previsão de que o hotel que está sendo construído em Aracajú seja inaugurado primeiro. Até 2010 a expectativa é que sejam inaugurados mais 11 hotéis desta bandeira no Brasil.

A concretização deste investimento teve como base de sustentação, para a decisão empresarial, o estudo de viabilidade econômico-financeiro desenvolvido pela equipe técnica da RN Consultoria.

Jornal interno do BNB em 01/12/2008

Tags: , , , , , ,